BLOG / NOTÍCIAS > Categoria: Regularizar a empresa

 

10 maiores riscos que o empreendedor corre por não regularizar a empresa


10 maiores riscos que o empreendedor corre por não regularizar a empresa

A economia brasileira enfrenta uma grave crise, o que tem afetado diretamente as empresas. Resultado: a maioria está precisando de ajuda para cumprir suas obrigações. Por isso, a MMG Contadores publica este artigo sobre a importância de regularizar a empresa. 

Os problemas enfrentados vão desde o pagamento de multas e juros, a interrupção da produção e até a falência. Além disso, as empresas que não estão regularizadas também têm dificuldades para obter crédito junto a bancos e outras instituições financeiras.

Por isso, é importante que o empresário regularize a sua empresa o quanto antes, com o apoio de uma contabilidade especializada, que ofereça as soluções necessárias para cada situação. 

Você não está sozinho

A consultoria internacional Endeavor faz um acompanhamento do mercado e realiza ações para apoiar o empreendedorismo em várias partes do mundo, inclusive no Brasil.

Aqui, ela divulgou uma pesquisa dando conta de que 86% das empresas brasileiras estão com algum tipo de irregularidade perante os órgãos de controle. 

As pendências incluem atrasos no pagamento de impostos ou não cumprimento de exigências de prefeituras, estados ou da Receita Federal.

Outro estudo aponta na mesma direção. Segundo o Sebrae, a taxa de informalidade aqui no país pode ser maior que 71%.

Um dos fatores determinantes para isso é a falta de informação. Afinal, os procedimentos não são acessíveis e nem claros para as pessoas. 

Por um lado, isso dificulta muito e desestimula a formalização. Por outro lado, evidencia ainda mais a necessidade de uma assessoria especializada.

Além disso, a burocracia acaba levando muitos empreendedores a pensarem que ficar ilegal é a opção mais vantajosa, até mesmo porque eles desconhecem as desvantagens e os riscos que essa escolha traz. 

Quais as desvantagens de não regularizar a empresa?

10 maiores riscos que o empreendedor corre por não regularizar a empresa

Uma das consequências que a empresa corre quando atua no mercado sem estar regularizada é não ter o apoio necessário para prosperar no mercado. 

 

Sem o aval da fiscalização, a empresa corre o risco de ser fechada a qualquer momento, o que pode levar a prejuízos financeiros e até mesmo à perda de empregos.

 

Portanto, é fundamental estar com a empresa regularizada. Essa é a única forma de garantir segurança e tranquilidade para o empreendedor e seus funcionários.

 

Veja agora as desvantagens em detalhe:

 

1. Risco de ser pego pela Receita

Muitas vezes, pela complexidade, o empreendedor deixa de cumprir as exigências legais. Dependendo da gravidade, as consequências podem ser fatais para a empresa e desastrosas para o empresário. 

 

2. Falta de proteção dos bens pessoais

A empresa irregular atua de forma ilegal. Por isso, existe a possibilidade do empreendedor perder os bens pessoais, pois eles poderão ser penhorados para pagamento de dívidas da empresa.

 

3. Emissão de Nota Fiscal Negada

Na informalidade, as notas não podem ser emitidas, nem mesmo as eletrônicas, como NFS-e, NF-e e NFC-e. Isso dificulta a contabilidade e o controle financeiro, além de aumentar a possibilidade da empresa perder bons clientes.

 

4. Não pode assinar a Carteira de Trabalho

Alguns pensam que isso economiza com encargos trabalhistas. Porém, o risco é alto. Por exemplo, se um funcionário informal sofre um acidente no horário de trabalho, a empresa vai ter que pagar as multas e os custos do auxílio.

 

5. Perde acesso a créditos especiais nos bancos

As linhas de crédito empresariais, em geral, são mais baratas. No entanto, somente para as regularizadas. Ou seja, a empresa tem menos chances de crescimento, porque deixa de receber o apoio financeiro para isso. 

10 maiores riscos que o empreendedor corre por não regularizar a empresa

 

6. Deixa de participar de licitações públicas

Nos contratos com o setor público a estabilidade, a produtividade e a demanda são bem maiores. Mas, para participar a empresa precisa estar regularizada. O que se torna um obstáculo para geração de novas oportunidades de negócios.

 

7. Dificuldade para atrair investidores

Para atrair capital e negociar ações, por exemplo, as empresas precisam mostrar relatórios contábeis bem detalhados e de acordo com os padrões indicados pelo mercado financeiro. Claro que não dá para fazer isso na ilegalidade. 

 

8. Impossibilidade de investir no mercado externo

Empresas que produzem artigos que poderiam ser exportados só vão poder se cadastrar em programas de exportação, rodadas de negócios ou férias do setor se estiverem legalizadas. O que fecha as portas do mundo para a empresa.

 

9. Limitação da expansão da empresa

Quanto mais a empresa irregular cresce, mais aumenta o risco de chamar a atenção dos órgãos fiscalizadores e dos concorrentes. Os dois certamente vão criar obstáculos, fazer interdições e aplicar multas, limitando a expansão.

 

10. Fechamento da empresa

Diante de tantos problemas, fica fácil entender porque boa parte das empresas irregulares encerram as atividades antes do tempo. Ao final, bastará uma decisão da Justiça para receber a ordem de fechar as portas.

O que o empreendedor ganha ao regularizar a empresa?

10 maiores riscos que o empreendedor corre por não regularizar a empresa

 

Primordialmente, é importante destacar que regularizar a empresa é um processo obrigatório, sob risco de punição. 

Essa ação consiste na apresentação de documentos e informações relativos à atividade empresarial às autoridades competentes, com o objetivo de assegurar o cumprimento da legislação.

Dessa forma, ao regularizar a empresa, o empresário está cumprindo com uma obrigação legal.

 

A segurança de uma rede de proteção.

Acima de tudo, todos sabemos que a vida do empreendedor não é fácil. As ameaças ao negócio são permanentes, o que provoca muita insegurança. 

Porém, o empresário que regulariza a empresa também cria uma rede de proteção pessoal. 

Já pensou em ter direito a aposentadoria ou, em momentos de necessidade, auxílio-doença e salário-maternidade? 

O empreendedor que formaliza o seu negócio pode contar com benefícios previdenciários para si e para os seus dependentes, já que a família tem acesso à pensão por morte e auxílio-reclusão. 

Tudo isso traz mais segurança e tranquilidade ao empresário.

 

Conclusão

Em suma, regularizar a empresa é um processo importante para que o empresário possa gozar de todos os benefícios previstos em lei. 

Assim, ele estará cumprindo com as obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas. 

Dessa forma, se protegerá contra possíveis autuações e penalidades.

Além disso, a regularização permite acesso a crédito, financiamentos e a participação em licitações. 

Na MMG Contadores você conta com especialistas experientes para ajudar você nessa tarefa tão importante. 

Entre em contato com a gente. Preencha o formulário abaixo e conte sua história. Nós vamos ajudar você!

Seja bem-vindo!